Sharm el-Sheik, o balneário mais badalado – e lindo – do Egito

28.05.2019

Projetada para ser a “nova Ibiza” e banhado pelo mar vermelho , Sharm El-Sheikh é uma cidade praiana muito famosa por mega resorts, seu mar ridiculamente cristalino e as noitada A La Ibiza. Rs

Sharm el-Sheikh, um outro Egito 

Sharm é diferente de tudo o que vi no Egito. É o lugar perfeito para curtir o dia no hotel (e que hotéis!!!), em passeios e/ou na vida noturna agitada, seja você o baladeiro ou só fã de um barzinho.  É pra nenhum faraó colocar defeito. Rs

A água é algo que nunca vi antes. Sério! É um aquário da vida real!!! Peixes de todos os tamanhos, cores e espécies podem ser visto até nas partes mais rasas. – Preciso dizer que pirei?! 

Paraíso né?!

O único problema? As praias são na sua maioria, privadas! Cada resort com sua própria e as “públicas” podem ter uma taxa entre 1 e 2 dólares. 

Como chegar em Sharm El-Sheikh

Sharm el Sheikh fica situado na ponta da Península do Sinai, sobre a faixa costeira ao longo do Mar Vermelho e é possível chegar lá de avião, trem e ônibus. Eu parti do Cairo com a empresa GoBus, paguei EGP150 e levou cerca de 10 horas, numa viagem noturna. Confesso que foi uma experiencia um tanto diferente já que eu era o único estrangeiro no ônibus. Rs  Em poucos minutos alguém veio perguntando de onde eu era e quando eu falei a palavra mágica BRASIL, meu querido… Arrumei assunto para as primeiras 2 horas de viagem tranqüilo. Mesmo sem falar um A em árabe. HAHAHAH

O que fazer em Sharm El-Sheikh? 

Não espere ver templos por aqui. Sharm El-Sheikh vai te proporcionar muitas atividades ao ar livre, contato com a natureza e a vida noturna que vão de um restaurante na beira da praia a balada internacional. Só escolher. Rs

A temperatura (agosto/2018 – auge do verão) variava entre 29 e 31°C e eu estava achando lindo! Era quente mas nada insuportável. – Pode ser que eu já estava adormecido depois dos 42°C em Luxor, maaaaas… Não era assim! Durante o inverno pode chegar até 20°C.

As atividades estão diretamente ligadas ao mar, como mergulho, snorkeling, windsurf, vela, kitesurfe,  passeios de barco, banana boat, interação com golfinhos, passeios de barco com fundo de vidro (para poder admirar os corais) e até passeios de 1 dia para Dahab ou para o Monte Sinai (também com posts aqui e aqui). São inúmeras opções e os resorts costumam ter na recepção alguém só responsável por essas atividades. 

Ao fundo, o barco do fundo de vidro 🙂

Como o ser aqui já vinha viajando durante 6 semanas, meu foco aqui em Sharm era aproveitar o hotel, a praia, descansar e curtir uma balada ou outra.  

Logo no primeiro dia comprei uma máscara de snorkeling por 100EGP e arrisco dizer que foi a melhor compra da viagem inteira. – O hotel cobrava 90 EGP por dia o aluguel de uma máscara. 

É ou não é de ficar de boca aberta?

A praia do resort onde me hospedei era um coral gigantesco, belíssimo e que foi minha diversão durante 4 dias. Ficava hoooooooraas ali admirando os mais diferentes tipos de peixes e só saía do mar quando estava todo enrugado. Hahhaha 

Durante o dia as atrações em Sharm giram em torno do mar, como mergulhos, snorkeling ou passeios de barco. Já durante a noite, o centro mais badalado – já vou explicar – é o Naama Bay.

Os centros de Sharm el-Sheikh

Sharm possui 3 centros de entretenimento: Naama Bay, Soho Square e Old Market. Eu conheci Naama Bay e Old Market e a diferença entre os dois foi gritante!!!

Naama Bay, como dito anteriormente, é o mais badalado. Aqui encontramos diferentes tipos de restaurantes, lounges, bares com narguilé e música ao vivo e boates como Pacha.

E a diferença no mesmo lugar durante o dia e a noite?!

Já o Old Market, como o próprio nome sugere, é um mercado antigo. Se você busca compras, aproveite, você está no lugar certo. Aqui vamos encontrar jóias, brinquedos, roupas, souvenir, sim card para celular e uma mesquita pra lá de linda…

 

Mas não pense que você vai encontrar tudo aberto durante o dia. Não! As coisas começam a funcionar por volta de 2/3 da tarde e vão madrugada a fora. Durante o dia a atração única e exclusiva é a praia.  Rs

Onde ficar em Sharm El-Sheikh 

Não se preocupe caso você tenha ficado decepcionado com a informação das praias, pois o Egito é um país suuuuuper barato e é possível reservar resorts 3, 4 ou 5 estrelas, beira mar, pagando pouco. 

Eu fiquei hospedado no Sultan Gardens Resorts, que fica um pouco afastado de um dos centros (15 min de taxi) e paguei por 3 noites em um quarto duplo com vista pro mar US$147,00. Então imagina!!! 

O hotel era gigaaaaantesco, lindo e com de tudo que a gente possa querer, mas decidi que ia aproveitar bem como um sultão abrasileirado: praia e é isso. Por conta disso, acabou que não consegui aproveitar muito da estrutura geral do hotel, mas o que aproveitei deixou gostinho de quero mais.

Já a praia… deixo pra vocês:

E ai, o que acharam de charme?! Ops… Sharm. Rs

Um beijo,

Doug Pelo Mundo

Tags relacionadas:

pacha, praias, Egito, Egypt, Praia no Egito, Mar vermelho, Red Sea, corais, Sharm El-Sheikh, Visit Egypt, Visitando o Egito, Balneario badalado, baladas no Egito, Mega Resorts, Resorts no Egito, Praia cristalina, GoBus, Viajando de ônibus no Egito, ônibus no Egito, Mochileiro, Viagem barata, Egito de ônibus, o que fazer em Sharm, Temperatura no Egito, Egito no verão, Snorkeling no Egito, Snorkeling, Naama Bay, Space Sharm, Space Ibiza, Old Market, Sultan Gardens Resorts, Sultan Gardens, hotéis no Egito, Resort no Egito, Onde ficar no Egito